Ponto de Vista
2

Guerra de titãs

Por Flávio Cavalcante Eu comparo a teledramaturgia brasileira igual a política em nosso país. É uma panela fechada, uma porta sem brecha e com um ferrolho de aço. Quem está fora não entra e quem está dentro não quer sair. O pasto é farto e abundo. É um âmbito em que o produto é plantado […]

Guerra de titãs

Por Flávio Cavalcante

Eu comparo a teledramaturgia brasileira igual a política em nosso país. É uma panela fechada, uma porta sem brecha e com um ferrolho de aço. Quem está fora não entra e quem está dentro não quer sair. O pasto é farto e abundo. É um âmbito em que o produto é plantado e a colheita é farta; mas as tempestades chegam iguais as chuvas de janeiro, tardam mais não falham. A hipocrisia entre os próprios colegas vai de abraços, beijos e sorrisos com os dentes trincados de uma fúria chamada inveja.

A cobiça pelo horário nobre vai se espantando pelo covil cheio de serpentes prontas para dar o bote; um tapete espalhado escorregadio que todos querem puxar e esmagar o concorrente que está desfilando na passarela sobre os belos e brilhantes holofotes.

É uma guerra interminável entre monstros sagrados da teledramaturgia pelos bastidores de uma casa cobiçada, onde é inundada por um mar revolto de discórdia e muita confusão, mas, imperceptível aos olhos do telespectador que ver na Tv tudo pronto para o seu deleite e da sua família.

Dessa vez a guerra de birra vem do autor Aguinaldo Silva e Glória Perez. Tudo por causa da polêmica cena em que a Bibi Perigosa, personagem interpretada pela atriz Juliana Paes apareceu nadando no dinheiro no folhetim “A força do Querer”, que vem angariando um fenômeno de audiência, recuperando as quedas de ibope do horário nobre aos longos dos tempos.

Segundo informações confidenciais dentro da Rede Globo, Aguinaldo Silva não é tão bem quisto quanto parece nos corredores daquela casa e também é do tipo que não leva desaforo pra casa, além de ter muitos problemas com diversas estrelas do canal referência no mundo em si tratando de novelas.

A polêmica virou fofoca geral depois que ele publicou em seu Twitter espalhando que a cena que alavancou o ibope e que mostra naquela sequência, Bibli pagando dinheiro aos fornecedores do tráfico de drogas, deixando bem claro que a cena do dinheiro usada por Glória Perez foi criada por ele.

É até de se entranhar, a birra do Aguinaldo, porque este tipo de cena não tem nada de novidade e já foi mostrada algumas cenas semelhantes até em filmes hollywoodiano e inclusive desenhos animados; mas, tudo isto deixa muito bem claro que a explosão de ibope que a novela vem conquistando a cada dia, mostra o ciúme do autor que arrumou a estratégia para a sua crítica, gerando um mal-estar, chateação, além de mostrar o alto grau de soberba.

Um bambolê desnecessário; pois, ambos fizeram a Rede Globo atingir várias vezes a marca dos 40 pontos, o que é uma raridade em outros folhetins.

O autor é conhecido por criar desafeto de outros autores e o maior dele foi com o autor Walcyr Carrasco, que segundo informações, teriam trocado muitas indiretas nos últimos anos nos bastidores daquela casa.

Há bochichos que toda essa birra com a autora Glória Perez vem desde a novela “Partido Alto” de 1984 onde escreveram juntos e a história tinha o foco no samba e contravenção.

Ultimamente em uma rede social o novelista postou um vídeo com elogios ao trabalho da colega em “A força do querer”. Há quem diga que diante da repercussão que houve nas suas críticas, tentou amenizar um pouco do veneno querendo deixar claro que está tudo bem e a intenção era realmente acalmar os ânimos dos bochichos.

Na gravação o autor declara “A Glória merece. É uma das grandes autoras da nossa geração”. A réplica do paparico veio logo em seguida e a Glória retribuiu em seu Twitter “Feliz em ouvi-lo. Logo, logo, ele vem aí arrebentando”.

Segundo informações, Aguinaldo Silva voltará ao horário nobre no início de 2019 com o folhetim “O sétimo guardião” em uma trama de elementos do realismo formidável.

No meu ponto de vista enquanto tiver essa sombra e água fresca dentro da emissora, sempre haverá a grande panela e principalmente a guerra entre titãs, que ao verem o colega comendo o que há de melhor no filé, não admite de hipótese alguma ser rebaixado em seu futuro produto, ter que ser comparado, ferindo o ego e ter que amargar trincando os dentes, por ter apenas o osso duro para roer.

Compartilhar:
  • mail

Escrito por Redação MeDiz

There are 2 comments

  • Sonia Zagury disse:

    Não se iluda meu querido Flavio, essa guerra de egos existe em todos os setores onde o ser humano precisa competir com o seu semelhante. Na política e nas artes cênicas por estarem em maior evidencia, é notório que esses conflitos ficam mais aparentes para o público em geral, mas isto existe em qualquer setor deste planeta. Quando a cobiça entra em cena, não há amizade que resista. Só o animal ama incondicionalmente.

  • REGINA Aparecida Simões disse:

    Guerra de Titãs,o próprio título do escritor já nos indica que nem tudo são flores na rede Globo de Televisão. Ele comenta o entrevero entre os autores famosos da emissora Agnaldo Silva e autora da novela “A força do querer ” Glória Perez .Discorre sobre o que está acontecendo entre eles causando mal-estar entre os componentes da novela.Agnaldo reenvindica cenas que apareceram na novela como criação sua e não da autora.Outra questão também conta o escritor é a “inveja” do mesmo com a explosão da novela no horário nobre.O famigerado ibope está constatando um alto índice de audiência q há muito não se tinha na emissora principalmente nas novelas das nove horas
    Como em qualquer parte desse mundo o ser humano nao pode ver um da sua espécie progredindo e conseguindo seus objetivos a que foi proposto e tendo alcançado sucesso tão desejado por ele e pelos componentes da novela que o colega de profissão nao aceita e tenta derrubar de qualquer maneira e de todas as formas esse esplendoroso momento da autora na novela, relata o autor.
    Infelizmente sempre será assim é “o homem” com seu defeitos arraigados de um passado distante onde prevalece a lei do mais esperto e mais mesquinho querendo tudo para si e nada para o outro.

  • Leave a comment

    Want to express your opinion?
    Leave a reply!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *