Ponto de Vista
5

Cremilda das Alagoas

Por Flávio Cavalcante Berço de talentosos artistas, Alagoas guarda em suas belezas naturais de clima tropical, um baú recheado de talentos que aos poucos estão se descortinando no cenário nacional. Hoje em dia as emissoras de televisão do país já têm até produtores no local, na intenção de caçar talentos para as suas mais variadas […]

Cremilda das Alagoas

Por
Flávio Cavalcante
Berço de talentosos artistas, Alagoas guarda em suas belezas naturais de clima tropical, um baú recheado de talentos que aos poucos estão se descortinando no cenário nacional. Hoje em dia as emissoras de televisão do país já têm até produtores no local, na intenção de caçar talentos para as suas mais variadas produções.

O comediante Naeliton Santos, com um currículo invejável por todo cenário artístico nos mais variados Estado do Nordeste, desponta em algumas produções de TV e cinema, abrindo este leque chamando a atenção das emissoras para enveredar pelo canto daquele Estado que há tanto tempo não é explorado e agora através da garra desses experientes atores, que aos poucos vão provando que Alagoas é viva nas artes cênicas e tem muito a oferecer no meio televisivo deste país.

A Cremilda é o carro chefe dos seus personagens. A debochada personagem, leva o público às gargalhadas na Tv local em vários comerciais de inúmeros produtos. O bordão “EU ACHA É TOME” é tão conhecido em Alagoas quanto alguns bordões marcados por alguns personagens de novelas famosas da Rede Globo. Sempre falando com alguma amiga no telefone, Cremilda faz de um simples acontecimento a explosão da proposta do Cliente. A visibilidade do produto é certa com a performance lúdica, topetuda, debochada e engraçada da personagem marcante criada por Naeliton. Até convites de candidatos para animação de comícios em época de eleições não pode falta a presença cênica da Cremilda para atrair votos, tornando um momento de atração e entretenimento.

No cinema, Naeliton Santos atuou em 2001 no longa “Deus é Brasileiro” e se destacou na sua personagem ao lado do ator consagrado Antônio Fagundes, a partir daí, os convites não pararam de chegar, atuando em várias outras produções com uma excelente participação na novela “Velho Chico” e atualmente no longa “Entre Irmãs”, mais uma vez se destacando, apesar de ter tido um papel minúsculo, a sua presença cênica o fez dar um pulo nos seus produtos e personagens.

“Em relação ao projeto do filme “Entre Irmãs”, para o meu trabalho está sendo muito positivo, principalmente por se tratar de um filme de excelente qualidade, desde o roteiro ao trabalho de edição. O diretor Breno Silveira é de muita sensibilidade; ele é um carpinteiro da 7ª arte. Os detalhes dos projetos de cena, dos cenários, são resultados de muita pesquisa e seriedade; portanto, está fazendo parte de uma obra dessas é de um enriquecimento artístico muito importante para a trajetória de um ator. A seleção de elenco pela Coringa Filmes com Sibele, foi maravilhosa. Confesso que fui bem recebido do começo ao final. Só tenho a agradecer a toda equipe pelo belíssimo trabalho.”

Além da Cremilda, o comediante, com uma versatilidade incrível, iniciou sua carreira participando de alguns projetos amadores na escola e percebeu nessa época pela reação da plateia que o caminho a ser trilhado era de fato o entretenimento do público, ainda inclui no seu show de humor as personagens, Zé Boléia, Zé Bigode, inspirado no seu próprio pai, além de outros personagens esplendorosos e conhecidos pela massa e pela classe artística local e adjacências.

Eu tive a honra de ter Naeliton Santos participando uma montagem de minha autoria em tempos de outrora, onde ele protagonizou a peça “O inferno é mais embaixo” interpretando a Personagem “GIZA” e posso confessar que até nos tempos atuais recebo comentários dessa montagem onde espectadores relatam que foi o melhor espetáculo apresentado no Estado das Alagoas, inclusive tenho esse comentário em jornal.

No meu ponto de vista, o que eu posso dizer de tanto talento num espaço tão pequeno como é o Estado de Alagoas? Sou suspeito; pois, se trata do meu torrão e para mim estou também sendo presenteado e lisonjeado com a exploração de tamanha magnitude; visto que, já estava na hora das emissoras começarem uma exploração maciça de tanta pérola encoberta no meio de um paraíso natural que é o Estado de Alagoas, considerado pelo mundo como paraíso que não deve favor a nenhum caribe.

Compartilhar:
  • mail

Escrito por Redação MeDiz

There are 5 comments

  • Regina Aparecida Simões disse:

    O escritor tem uma sensibilidade ímpar para escrever na sua coluna sobre os maravilhoso talentos q despontam há muito tempo no Nordeste do país.
    Segundo ele as emissoras de TV e o cinema acordaram e perceberam também quanta gente de talentos tem nessa parte do Brasil.
    Dentre muitos que há o escritor foca especialmente na sua coluna no ator Naeliton Santos de uma capacidade extraordinária de representar diversos personagens e vários gêneros. Fazendo personagens cômicos um q se destaca e na qual ele incorpora de corpo e alma é a cômica Cremilda seu carro chefe.
    Com a participação do Naeliton como protagonista o escritor montou a algum tempo atrás a peça de teatro em Alagoas chamada “O inferno é mais embaixo” que até hoje é lembrado por aqueles lados.
    O escritor também sendo filho da terra de Alagoas representa com muito orgulho os especulares cidadãos com seus talentos natos que esse torrão pode conceber.

  • Sonia Zagury disse:

    Não tenho dados para comentar sobre esse personagem mas se o humor e o talento do ator ou atriz for como você diz meu amigo Flaviio, confio no seu ponto de vista. Que venham sempre novos talentos, o país precisa de renovação sempre.

  • Heryca disse:

    Concordo plenamente , naeliton um excelente ator , e voce um excelente autor Parabéns flavio pela coluna

  • Naéliton Santos disse:

    Obrigado pelo carinho meu amigo Flávio! Continuarei por aqui com a minha arte. Em breve irei lhe fazer uma visita e quem sabe participar de mais uma obra sua. Abraços meu amigo!

  • Maxwell disse:

    É terrível a falta de oportunidade, tantos talentos sendo desperdiçados pelo Brasil e a panela fechada com senhores senhoras e seus filhos dentro. Lamentável.

  • Leave a comment

    Want to express your opinion?
    Leave a reply!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *